[ Lire et Commentant ] - O Céu está em todo Lugar - Jandy Nelson

Editora: Novo Conceito
Autor:  Jandy Nelson
Ano: 2011
Número de páginas: 424
Avaliação: 



Sinopse:

"Eu deveria estar de luto, não me apaixonando. Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo... Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola. O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível. Às 16h48 de uma sexta-feira de abril, minha irmã estava ensaiando para o papel de Julieta e, menos de um minuto depois, estava morta. Para minha surpresa, o tempo não parou com o coração dela. As pessoas continuaram indo à escola, ao trabalho, a restaurantes; continuaram quebrando bolachas salgadas em suas sopas, preocupando-se com as provas, cantando nos carros com as janelas abertas. Por vários dias, a chuva martelou o telhado da nossa casa — uma prova do terrível erro cometido por Deus. Toda as manhãs, quando me levantava, ouvia as incessantes batidas, olhava pela janela para a tristeza lá fora e me sentia aliviada, pois pelo menos o sol tivera a decência de ficar bem longe de nós."

Fonte: Novo Conceito

Não é fácil perder alguém que amamos. Ou melhor nunca é fácil perder alguém que tanto amamos, principalmente uma irmã. Mesmo vivendo em contante implicância com meu irmão, nossa relação é de amor e ódio, brigamos um bocado, apenas eu e ele, ai de alguém falar mal dele perto de mim, que dependendo do que falar apanha viu? Podemos brigar apenas nós dois, ou seja, só eu posso xingar ele, estamos entendidos?

Então, eis que Lennon ( Lennie) perde a sua irmã, ela não consegue entender como todos ainda podem seguir em frente, como poder rir, como podem retomar suas vidas tão rápido se a sua irmã morreu. O baque é grande, e principalmente aqueles que são próximos demoram um pouco mais a querer seguir em frente, nem que seja para mostrar a pessoa que você tanto ama/amou que você consegue, que você está fazendo por ela.

Bem, a Lennie tem horas que realmente eu queria brigar, xingar ela, mandar ela parar de tanto drama, mas também conseguia entender o lado dela. Sem contar que ela uma adolescente de 17 anos, então boa parte do drama consiste nisso rsrs. A avó dela é um tanto maluca e o tio um bocado bizarro, mas nem por isso deixam de ser engraçados e interessantes. Eles tem suas teorias malucas, seu amor pelas planas e é alguém realmente admirável.

Mesmo que amamos muito alguém, quando ele não está mais conosco o melhor que podemos fazer é lembrar dela com amor, dos momentos felizes e que ela esteja em um bom lugar. E esse é o grande problema com a Lennie, como ela pode continuar a seguir em frente sem a irmão? Como ela pode sorrir se a irmã não está ao lado dela? Ela não tem o direito de amar alguém agora, tem? Ela deveria está de luto.

Que sou uma chorona de carteirinha, isso vocês já sabem, e foi isso mesmo. Chorei, me emocionei, e eu não chorei pouco não viu, fiquei surpresa como o livro realmente me tocou. São dramas reais, que podem sim acontecer conosco e acho que livros assim me tocam ainda mais profundamente. Emocionante, ainda não é a palavra que eu queria, mas foi a que chegou perto.

Foto: Passaporte Literário
A diagramação do livro é linda, ele tem uma capa que ele parece ser de capa dura, mas não é. Somos presenteados com algo diferente a cada capitulo, podendo ser um poema, uma frase da Bailey e ate trechos de conversas com a Bailey. É uma história linda, que recomendaria que fosse lido por todos. Ele é aquele livro que faz a gente questionar nós mesmos e querer tomar algumas atitudes que não tínhamos coragem.

 Trechos Preferidos:

  “ Como vou sobreviver a esta saudade? Como os outros fazem? as pessoas morrem o tempo todo. Todo dia. Toda hora. Há famílias no mundo olhando para camas em que ninguém mais dorme, para sapatos que não são mais usados. Famílias que não precisam mais comprarum tipo específico de cereal, de xampu. Há pessoas em todo lugar na fila do cinema, comprando cortinas, passeando com cachorros, enquanto por dentro, com o coração despedaçado. Durante anos. A vida toda. Não acredito que o tempo cura. Não quero. Se curar, não significa que aceitei o mundo sem ela.”

  “Não sabia que o amor era assim, como se nos transformassem em um brilho."


Beijos ;*

11 comentários:

  1. Oi, Lígia.
    Já faz um tempo que estou com vontade de ler esse livro e sua resenha me deixou ainda mais interessada. Gosto desse tipo de drama... Só tenho medo de me acabar de chorar, porque assim como você, sou chorona mesmo! hehehhe
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis ;D

      Pois é, tem vários livros aqui em casa que sei que vou me derramar em lágrimas e por isso não li ainda. Só vou ler quando estiver em casa para chorar a vontade rsrs esse é meu conselho para você, porque uma vez passei vergonha, chorei no shopping kkkk um senhor veio me consolar e eu falando que estava tudo bem.... o bichinho!

      Beijão ;**

      Excluir
  2. Oi, Lígia!

    Consegui esse livro em uma troquinha no skoob e ainda não o li.
    Pelas fotos que já vi, pensava que era capa dura também, haha. Mas a capa é fofa, né!

    Bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!

      Mesmo não sendo de capa dura, eu achei o livro lindoooo! Pena que a capa se machuca fácil... Mesmo assim não perdi o encanto por ele ;)

      bju

      Excluir
    2. Essa foi a minha decepção quando o livro chegou, Lígia.

      A capa estava amassada, provavelmente pelo manuseio "cuidadoso" dos correios e claro por não ser novinho em folha né.

      Bj!

      Excluir
    3. Ahh entendi, que pena Gladys. O meu a unica que leu fui eu mesma e ainda assim, não consegui evitar ele ficar um pouco arranhado... só não amassou a capa, mas ainda assim tenho um cuidado dobrado com ele. ;D

      Excluir
    4. O meu foi troca, aí já viu, né! :\

      Bj!

      Excluir
  3. Tenho muita vontade de ler esse livro.Acho que vou gostar da Lennie, eu sou o drama em pessoa. Ainda mais quando envolve irmã, já sei que vai ser choro garantido rs.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris :D

      Bem, mesmo as vezes querendo xingar ela eu gostei dela tbm rsrs. Mas, de uma coisa tenho certeza será choro garantido com toda certeza mesmo hahaha. Recomendo não terminar a leitura em público ;)
      Beijãoo ;*

      Excluir
  4. Oi

    Sempre ouvir falar muito bem desse livro, eu tenho bastante vontade de ler ele,acho que vou comprar e dar uma chance pra ele
    ADOREI a reseha


    Priscila - Garota Agridoce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila ;D

      É sempre bom dar uma chance a um livro novo, as vezes tem umas promoções dele, aproveita quando estiver, acho que ele é um livro que você não irá se arrepender de comprar ;)

      Beijão ;**

      Excluir

-Sua opinião é sempre bem vinda e eu adoro saber o que vc achou *-*

- Não tem uma conta no blogger? Pode comentar com a opção NOME(seu nome)/ URL (link do seu perfil em alguma rede social.)

- Comentários Anonimos não serão aceitos.

- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.

- Irei responder aqui nesta pagina mesmo! então por favor volte depois para conferir a resposta ;D

- Em caso de interesse em fazer parceria com o blog,sugestões, críticas ou algo mais entre em contato.

- Obrigada por comentar!

 
Tecnologia do Blogger | Layout feito por Adália Sá | Modificações e ajustes Lígia Paulino | © Todos os direitos reservados 2010 Lígia et son monde